Concertos e Musicais


Graças à qualidade do trabalho desenvolvido pelo IEM, seus alunos são constantemente convidados para apresentações públicas, tendo se destacado em concertos e gravações diversas. Entre eles estão a participação do seu coral na apresentação de “Carmina Burana” (no Teatro Castro Alves), na Comemoração dos 500 anos do Descobrimento do Brasil e Concertos de Natal em comemoração aos 20 anos da OSBA, todos sob a regência do Maestro Henrique Morelembaum.

Além disso, o IEM produz espetáculos envolvendo os alunos da escola, como parte de um projeto pedagógico que motiva o contato dos alunos com o público. Foi assim em “Fantasia Musical”, “Meu Sonho de Natal”, “Broadway IEM Show” e “O Príncipe Que Não Sabia Sorrir”, onde todos os alunos e professores se envolveram em trabalhos conjunto de música e artes cênicas. O coral e os grupos instrumentais têm se apresentado nos Concertos de Natal em diversas igrejas da cidade. Além dos tradicionais Concertos Natalinos do IEM, vale destacar a participação de seus alunos em audições, concertos, em eventos e gravações, como as realizadas com o grupo Olodum e Filhos de Gandy, na apresentação com o cantor Edson Cordeiro durante a comemoração dos 10 anos da Cia. Baiana de Patifaria.

Outros trabalhos de destaque:

2003 – A professora Carmen Mettig Rocha foi convidada pela ARCI (Associação de Regentes Corais Infantis) através de sua diretora, a musicista Lília Valente, para ser a regente responsável pelo workshop e Gran Concerto do Gran Finale (II Festival Nacional de Corais Infantis) em São Paulo. O espetáculo envolveu 250 crianças entre 8 a 12 anos num lindo concerto no Teatro do Memorial da América Latina (SP).

2006 – Mais um grande trabalho foi a participação do Coral do IEM no Concerto "Vozes do Holocausto", em primeira apresentação no Teatro Castro Alves (BA), sob a regência do maestro americano Russel Shelley, e no Teatro Cultura Artística (SP) a convite da Congregação Israelita Paulista, sob a regência de Cícero Alves Filho, idealizador desse projeto. No Rio de Janeiro, o Concerto foi realizado e calorosamente aplaudido na Sala Cecilia Meireles, também sob a regência de Cicero Alves Filho.

2007 – O IEM e a APEMBA (Associação dos Professores de Educação Musical da Bahia), em parceria com a ARCI (Associação de Regentes Corais Infantis), realizou em Salvador o VI Festival de Corais Infantis - Gran Finale Nordeste, reunindo mais de 200 coralistas de todo o Brasil.

2010 – O IEM iniciou uma importante parceria pedagógica com o Projeto Neojibá, criada em Salvador pelo renomado musicista baiano Ricardo Castro. A professora Carmen Mettig já participou de oficinas sobre a Metodologia Willems e também de mesas redondas (discutindo temas referentes à pedagogia musical) para os monitores da Orquestra Dois de Julho que tem mostrado ao público do mundo a seriedade e competência desse projeto sob a direção dinâmica do regente Ricardo Castro.

2013 – Dois grupos de Solfejo do IEM (grupo de sete anos e grupo de 13 anos) participaram do Festival de Musicalização Orff, realizado pela Jog Vibratom, São Paulo. Aconteceu também o concerto musical Viagem Musical, com um repertório de músicas de diversos país, onde participaram os grupos corais, instrumentais, classes de Solfejo e crianças da Iniciação Musical. 
 

2014 – No palco do Café Primaz realizamos o concerto "Folclórico e Erudito", que, como o nome sugere, foi uma apresentação bastante eclética e que contou com todos os alunos da escola.


2017 – Com os 25 anos do IEM, uma série de comemorações artísticas foi realizada. Em maio desse ano, foi realizado o musical Tocando o Coração, no teatro Sesc Senac Pelourinho, criado por Carmen Mettig e dirigido por Beto Mettig, com duas apresentações de lotação máxima. Oficina de Violino, com o professor Marcos Maciel, instrumentista da OSBa. Participação no Congresso Nacional de Fonoaudiologia no Bahia Othon Hotel, com o grupo Coral e o Conjunto Instrumental. Recital do duo com o pianista Paulo Novais e o violoncelista Christian Knop, no Auditório Pierre Klose, no IEM. Concerto da pianista francesa François Laporte, com a participação do neto e aluno Clemant Laporte e dos professores Lilia Falção (canto) e Marco Marquesini (violino). Concerto de Natal no Museu de Arte Sacra.

 

2018 – Este foi um ano intenso e o IEM além das Aulas Públicas para os pais conhecerem o trabalho que se realiza na escola, tivemos um lindo Concerto no Museu de Arte da Bahia (MAB) intitulado de Música no Museu que teve uma participação especial do público presente. Em julho, a professora Carmen, nossa diretora, foi a Lyon para participar do Congresso Internacional Willems, que completava 50 anos da Obra Willems. Foi convidada a fazer um depoimento sobre o movimento Willems no Brasil e sobre a pessoa do saudoso mestre. Por ser representante do Brasil, foi nomeada pelos membros da direção da Federação Internacional Willems uma das 4 vice-presidentes do movimento Willems tendo como presidente a renomada musicista Nicoli Corti. Em outubro (25), no Teatro Jorge Amado, o IEM apresentou o musical Músicas do Mundo, deixando guardados na nossa memória momentos inesquecíveis. Os alunos mostraram eficiência, responsabilidade e uma excelente performance. Em dezembro, evento já permanente na história do IEM, nosso concerto de natal Música na Varanda; foi muito aplaudido e participativo. Com as janelas iluminadas, surgiu Papai Noel, em outra, Maria, José e o menino Jesus, em outro momento crianças cantando. Simplicidade mas com beleza! Estão de parabéns os professores, alunos e nossa eficiente equipe.

 

2019 – Um dos destaques desse ano foi a participação de alunas e alunos do IEM no projeto “A Bela Adormecida da Amazônia”, que a artista Ila Herbert (coordenadora pedagógica da associação de iniciação musical La ClefEnchantée em Paris) está realizando (com data de lançamento ainda não divulgada). A gravação com o coral do IEM foi feita no estúdio profissional “A Lagoa Grande Studios”, em Salvador, deixando registradas as vozes de nossos talentos na interpretação de temas de Tchaikovsky especialmente musicados para integrar o CD que acompanhará o livro “A Bela Adormecida da Amazônia”, de Ila. Mas tivemos também atividades como o concerto envolvendo alunos na celebração dos 27 anos de história do IEM (no Museu de Arte da Bahia), o concerto IEMPB (também no MAB, realizado pelos professores do IEM), e o concerto “Cantando e Tocando o Natal”, além de várias atividades públicas realizadas durante o ano.

 

2020 - Surpreendidos pela pandemia que afetou todo o mundo, o IEM rapidamente se adaptou ao ensino de música virtual, ministrando aulas de música online para nossos alunos regulares. As respostas positivas quanto a esse novo procedimento permitiram à nossa equipe dar continuidade ao trabalho de educaão musical com cada vez mais carinho, técnica e profissionalismo. E o que estamos verificando é que as aulas de música virtuais durante a quarentena estão contribuindo para que nossos alunos foquem em suas capacidades de superar dificuldades através da arte, aproveitando todos os benefícios da energia positiva que a música tem, além da concentração que ela demanda.

 

 

Seguindo a filosofia e pedagogia Willems, o IEM realiza continuamente aulas públicas e apresentações diversas, demonstrando um trabalho de qualidade comprovada. As datas comemorativas (São João, Mês da Criança e o Natal) são marcantes na história da escola e sempre geram novos espetáculos, com a participação de alunos e professores. Já foram realizados concertos natalinos, por exemplo, nas seguintes igrejas de Salvador: Igreja de Santa Tereza – Museu de Arte Sacra, Catedral Basílica, Conceição da Praia, Igreja de São Bento, Igreja da Mouraria, Igreja da Palma, Igreja da Graça , Igreja das Dorotéias e Igreja dos Aflitos.
 

Durante todos os anos realizamos diversos projetos internos, como: maratonas de estudo, aulas públicas de Iniciação Musical, momentos musicais expontâneos nas áreas da escola, projeto Música em Família, recitais com alunos das classes intrumentais, revisão Suzuki para as classes de violino.